Dietas que cabem no bolso

Dietas que cabem no bolso

Você já começou alguma dieta em 2020?

Se ainda não, listamos aqui as dietas mais faladas da temporada com os pontos positivos e negativos delas.

Dieta Ravenna

Na primeira fase, ocorre uma restrição de carboidratos e, depois disso, numa segunda etapa, a pessoa volta a alimentar-se normalmente, sem restrições, porém com moderação.

  • Vantagem: só exclui açúcares e alimentos feitos com farinha;
  • Desvantagem: só pode comer 800 calorias por dia na primeira fase, o que pode aumentar a vontade de comer doce;

Dieta Dukan

Criada pelo médico francês Pierre Dukan, tem como base da alimentação as proteínas, redução de carboidratos e restrição de algumas frutas.

  • Vantagens: como a pessoa ingere muita proteína e esse nutriente tem digestão lenta, a sensação de saciedade é alta. Além disso, tem um cardápio bastante variado;
  • Desvantagens: há o consumo de muita gordura saturada, o que pode aumentar o colesterol ruim (LDL). Além disso, por ser muito restritiva, pode levar a deficiência de vitaminas e minerais. Por fim, a ausência de carboidratos pode resultar em falta de energia e cansaço;

Dieta Paleolítica

Baseada no consumo de carne vermelha, sementes e castanhas.

  • Vantagens: dieta com muita fibra, antioxidantes e vitamina, aliada à baixa ingestão de sal;
  • Desvantagens: pode resultar em deficiência de cálcio, pela ausência de leites e derivados. Como é muito restritiva, pode prejudicar o convívio social;

Dieta DASH

Indicada para quem tem pressão alta, não aconselhada para as pessoas que sofrem de pressão baixa.

  • Vantagens: reduz a quantidade de sódio ingerido. Aumenta a ingestão de nutrientes e permite até comer doces;
  • Desvantagens: não é indicada para perder peso, mas ajuda a pessoa a ter uma alimentação mais saudável e, consequentemente, pode colaborar para o emagrecimento.
Dieta dos 22 dias

Um cardápio com 80% de carboidratos, 10% de gordura e 10% de proteínas. Não é permitido o consumo de glúten, carnes, bebidas alcoólicas, alimentos processados e laticínios.

  • Vantagens: com a eliminação de alguns alimentos, citados acima, a ingestão de calorias diminui, aumentando as chances de emagrecimento rápido;
  • Desvantagens: dura apenas 22 dias e, depois, se a pessoa voltar a se alimentar de qualquer forma, pode ganhar rapidamente o peso que perdeu.

Gostou das dicas? Será que é possível equilibrar dietas com o consumo de refrigerantes? Descubra aqui!

Acompanhe a Refrigerantes Convenção no FacebookInstagramLinkedin e Twitter.

Comentários
Mostrar Comentários

Ainda não temos nenhum comentário para este artigo.
Seja o primeiro utilizando o formulário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *