Gastos de começo de ano: como se organizar e economizar

Gastos de começo de ano: como se organizar e economizar

Começo de ano é sempre aquela loucura, cheio de boletos: IPVA, IPTU, DPVAT, gastos de final de ano, seguros, matrículas, materiais escolares e muitos outros.

Se uma de suas metas para esse ano é economizar, confira algumas dicas de como fazer tudo isso e ainda ter uma reserva para uma emergência.

Faça um planejamento mensal

Todos os especialistas indicam e a gente também: é preciso saber quanto se ganha e quanto se gasta. Se você não tem um salário fixo, este planejamento é ainda mais necessário.

Para gastos é preciso anotar tudo, tudo mesmo que sai. Seja o dinheiro que você usa para comprar uma balinha na loja de conveniência ou os outros gastos maiores, como os de condomínio e cartão de crédito.

Para ter uma visão geral é preciso estruturar. Seja no papel ou no digital, com modelos prontos ou personalizado é importante deixar claro quais são as suas despesas.

Gastar menos com supérfluos

Será que fazer compras de roupas, sapatos e acessórios todo mês é necessário? E comer fora todos os dias? Estes gastos não devem entrar em contas fixas, e sim serem exceções na rotina financeira da casa.

As contas fixas devem ser todas as que são essenciais para o dia a dia, como: conta de luz, água, internet, transporte. Embora essas despesas sejam regulares, o pensamento de economia deve existir – desligar as luzes quando não estiver no cômodo, trocar o plano de internet da casa e do celular, pegar mais transporte público são algumas alternativas.

Comer fora é caro e é um dos gastos que mais pesam no final do mês. Levar a própria comida tem virado cada vez mais hábito, além de ser mais saudável, também ajuda nas economias diárias. Para as idas ao mercado, tomar cuidado com os exageros e aproveitar as promoções para fazer uma reserva de estoque de produtos que demoram a vencer. Fazer e seguir uma lista de compras é mais do que obrigatório para o controle.

Atenção ao cartão de crédito

Parcelar em muitas vezes e deixar tudo para pagar depois são dois dos maiores motivos de uso do cartão de crédito, pois há quem parcele até compras que poderiam ser pagas à vista. Entrar neste círculo vicioso pode fazer você ter gastos a mais do que deveria, principalmente, em momentos de perrengue.

Incluir estes gastos na planilha de despesas mensais também é necessário, principalmente, se você tem serviços fixos sendo debitados, como serviços de streaming.

Complementar a renda

Se ainda assim, no final do mês, você achar que está precisando de uma graninha extra, é hora do plano B. Hoje em dia, existem diversas formas de garantir uma grana além do trabalho e muitas delas tem flexibilidade.

Há quem escolha fazer corridas como motorista de aplicativo, vender marmitas, bolos e salgados nos horários fora do expediente e até mesmo ser babá de filhos e pet. Os brechós virtuais também são uma boa opção para desapegar de itens que estão se acumulando em casa sem muito uso.

Para continuar no ritmo de economias, a Convenção possui bebidas com embalagens maiores para dividir. Conheça aqui.

Acesse nosso blog para ver nossos posts anteriores e siga a gente nas redes sociais: FacebookInstagram, LinkedIn e Twitter.

Comentários
Mostrar Comentários

Ainda não temos nenhum comentário para este artigo.
Seja o primeiro utilizando o formulário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *